A renovação do conhecimento

Hoje enquanto fazia a sobremesa do almoço de feriado, coloquei no You Tube a palestra divulgada na página da Dental Press como um show. Trata-se da palestra de abertura do 8o. Congresso Internacional da Dental Press, ministrada pelo Prof. Alberto Consolaroque aconteceu ontem!

Literalmente um show! O professor fez uma retrospectiva bacana sobre os mitos que rondam a Ortodontia. Não sou ortodontista e nem este blog é dedicado a esta especialidade, mas o que me chamou a atenção foi constatar entre as cabeças pensantes da saúde um mesmo objetivo: é preciso mudar.

É preciso deixar mitos e dogmas para trás e conhecer o novo, entender o porquê. Puxa vida,  tenham pensamento crítico, mantenham-se atualizados, aprendam a desapegar dos mitos, formulem a sua própria linha de atuação. Como o professor disse nesta palestra, o mito, a crença o dogma são muito atrativos. Acreditar é muito fácil! Falando na área de DTM e Dor Orofacial, como é difícil, mesmo com tantas evidências fortes, fazer com que os colegas se desapeguem de algumas coisas, como, por exemplo, o ajuste oclusal para tratamento de DTM!

A palestra tem duração de quase uma hora, mas vale a pena! Dê um play!

Falando nisso…

Está chegando a hora do II Congresso Brasileiro de Dor Orofacial, promovido pela SBDOF (quem vai? o/) e a palestra de abertura será realizada pelo Prof. Eli Eliav,  da Rutgers School of Dental Medicine nos Estados Unidos. Ano passado fui ao ICOT/AAOP Meeting, realizado em Las Vegas e tive o prazer de assistir a sua palestra, com tema semelhante à descrita acima. Para quem deseja se lembrar, clique aqui e leia a postagem. Prof. Eliav lembrou que é possível sim fazer uso da Odontologia baseada em Evidências na sua rotina clínica.

No II CBDO, além desta palestra, ele também irá falar sobre o uso dos testes sensoriais quantitativos, tema super atual e que nos ajuda na escolha na terapia, especialmente em dores neuropáticas.

Você vai perder? 😉

II CBDOF.004