Rapidinhas… nem tudo que reluz é ouro.

Hoje vi uma postagem no Facebook do colega José Luiz Peixoto que chamou minha atenção. 

No texto ele disse: “Custa nada lembrar que nem toda dor na região da ATM é uma DTM “simples”!”

Anexo a esta frase estava um link para um artigo publicado no Journal Surgical Cases Reports.

O artigo é gratuito e relata um caso raríssimo de metastase de câncer de mama na cabeça da mandíbula mimetizando uma disfunção temporomandibular (DTM).

Super importante estamos atentos a todas as possibilidades. Comentamos isso no último módulo do curso de DTM e Dor Orofacial do IEO-Bauru: devemos estar atentos aos detalhes na anamnese e exame físico até mesmo para solicitar os exames complementares. Nem sempre, por exemplo, a limitação de abertura bucal é devida a deslocamento anterior do disco sem redução ou contratura muscular. Entender estes fatores é um exercício diário em busca do diagnóstico.

Chega de lenga lenga, aqui está o link para o artigo: http://jscr.oxfordjournals.org/content/2014/1/rjt130.full.pdf+html 

Aproveitando o tema Facebook, acho que todos sabem que a rede social mais famosa do momento completou 10 anos (!!!). Em comemoração lançaram uma página sobre histórias no Facebook (http://www.facebookstories.com/). Assistam a história do Raimundo, morador de rua de São Paulo e como a boa vontade de uma mulher (Shalla Monteiro) e a rede social mudaram o destino dele. 

Link aqui: http://www.facebookstories.com/stories/53734/the-conditioned

 

Um pensamento sobre “Rapidinhas… nem tudo que reluz é ouro.

Os comentários estão desativados.