Novo guia da AAAOP

Neste ano de 2013 a Academia Americana de Dor Orofacial (AAOP) publicou  a quinta edição de seu guia de avaliação, diagnóstico e tratamento para dor orofacial.

Este ano acho que foi um dos com mais mudanças com relação à classificação das Disfunções Temporomandibulares (DTM).

Como o próprio site da AAOP destaca, esta nova edição incluiu várias atualizações, adoptou os critérios do DC/TMD como a espinha dorsal para classificar DTM, e tem agora um capítulo dedicado à dor e sono. Quando disponível, literatura baseada em evidências foi incluída para fornecer métodos de diagnóstico e opções de tratamento cientificamente válidos e eficazes.

A classificação de DTM incluiu o que será utilizado para as condições mais comuns como no DC/TMD e ainda uma taxonomia expandida.

TMDs encompass a group of musculoskeletal and neuromuscular conditions that involve the TMJs, the masticatory muscles, and all associated tissues.

O livro contém 12 capítulos:

  • Introduction to Orofacial Pain
  • General Assessment of the Orofacial Pain Patient
  • Diagnostic Classification of Orofacial Pain
  • Vascular and Nonvascular Intracranial Disorders
  • Primary Headache Disorders
  • Intraoral Pain Disorders
  • Temporomandibular disorders
  • Cervicogenic Mechanisms of Orofacial Pain and Headaches
  • Extracranial Causes of Orofacial Pain and Headaches
  • Sleep and Orofacial Pain
  • Axis II Biobehavioral Considerations

Ainda não há tradução para o Português brasileiro (o que deve sair em breve). Mas o colega José Luiz Peixoto ministrou recentemente uma aula no Rio de Janeiro e enviou para meu email uma tradução livre que fez para esta aula.

AVISO: ESTA NÃO É A TRADUÇÃO OFICIAL PARA O PORTUGUÊS BRASILEIRO.

Mas mesmo assim, acho que muitos de vocês poderiam entender melhor desta forma. Vejam vocês que como já escrevi aqui várias vezes, a DTM é um conjunto com vários subtipos. Cabe ao profissional conhecer todos os tipos e também condições que mimetizam a mesma para que possa ser realizado o correto diagnóstico e consequentemente o correto tratamento.

No livro cada uma das condições é detalhada com seus critérios de diagnóstico.

Nem toda DTM segue o mesmo tratamento!

Segue abaixo a tradução livre.

DISFUNÇÕES ARTICULARES

1) Dor Articular (CID-10 M26.62, CID-9 524.62)

A) Artralgia

B) Artrite

2) Desordens Articulares

A) Desordens do Complexo Côndilo Disco (CID-10 M26.62, CID-9 524.63)

i. Deslocamento do Disco COM Redução

ii. Deslocamento do Disco COM Redução E Travamento intermitente

iii. Deslocamento do Disco SEM Redução e COM Limitação de Abertura

iiii. iii. Deslocamento do Disco SEM Redução e SEM Limitação de Abertura

B) Outras Desordens de Hipomobilidade (CID-10 M26.61, CID-9 524.61)

i.Adesão / Aderência

ii. Anquilose

a) Fibrosa

b) Óssea

C) Desordens de Hipermobilidade

i. Subluxação (CID-10 S03.0XXA, CID-9 830.0)

ii. Luxação (CID-10 S03.0XXA, CID-9 830.0)

a) Deslocamento Fechado (CID-10 S03.0XXA, CID-9 830.0)

b) Deslocamento Recorrente (CID-10 M26.69, CID-9 524.69)

c) Lascidão Ligamentar (CID-10 M24.20, CID-9 728.4)

3) Doenças Articulares

A) Doença Articular Degenerativa (CID-M19.91, CID-9 715.18 localizada / primária)

B) Condilose (CID-10 M26.69, CID-9 542.69)

C) Osteocondrose Disecante (CID-10 M93.20, CID-9 732.7)

D) Osteonecrose (CID-10 M87.08, CID-9 733.45)

E) Artrite Sistêmica  (Artrite Reumatóide : CID-10 M06.9 , CID-9 714.0)

F) Neoplasia (benigna: CID-10 D16.5, CID-9 213.1 – maligna: CID-10 C41.1, CID-9 170.1)

G) Condromatose Sinovial (CID-10 D48.0, CID-9 238.0)

4) Fratura

A) Fratura Fechada do Processo Condilar (CID-10 S02.61XA, CID-9 802.21)

B) Fratura Fechada do Processo Subcondilar (CID-10 S02.62XA, CID-9 802.22)

C) Fratura Aberta do Processo Condilar (CID-10 S02.61XB, CID-9 802.31)

D) Fratura Aberta do Processo Subcondilar (CID-10 S02.62XB, CID-9 802.32)

5) Desordens Congênitas ou de Desenvolvimento

A) Aplasia (CID-10 Q67.4, CID-9 754.0)

B) Hipoplasia (CID-10 M67.28, CID-9 526.89)

C) Hiperplasia (CID-10 M67.28, CID-9 526.89)

 

DISFUNÇÕES MUSCULARES

1) Dor Muscular limitada a região Orofacial

A) Mialgia (CID-10 M79.1, CID-9 729.1)

i) Mialagia localizada

ii) Dor Miofascial difusa

iii) Dor Miofascial com dor referida

B) Tendinite (CID-10 M67.90, CID-9 727.9)

C) Miosite

i) Não Infecciosa (CID-10 M60.9, CID-9 729.1)

ii) Infecciosa (CID-10 M60.009, CID-9 727.9)

D) Espasmo (CID-10 M62.838, CID-9 728.85)

2) Contratura

A) Muscular (CID-10 M62.40, CID-9 728.85)

B) Tendinosa (CID-9 727.81)

3) Hipertrofia (CID-10 M62.9, CID-9 728.9)

4) Neoplasia

A) Mandibular

i) Maligna (CID-10 C41.1, CID-9 170.1)

ii) Benigna (CID-10 D16.5, CID-9 213.1)

B) Tecidos Moles de Face, Cabeça e Pescoço

i) Maligna (CID-10 C49.0, CID-9 171.0)

ii) Benigna (CID-10 D21.0, CID-9 215.0)

5) Desordens de Movimento

A) Discinesia Orofacial

i) Movimentos Anormais Involuntários i) Maligna (CID-10 R25.1 <tremor não especificado>, R25.2 <câimbra ou espasmo>, R25.3 <fasciculação>, CID-9 781.0)

ii) Ataxia, não especificada (CID-10 R27.0, CID-9 781.3); Incoordenação Muscular (CID-10 R27.9, CID-9 781.3)

iii) Subaguda, devido a drogas; Discinesia Oral Tardia (CID-10 G24.1, CID-9 333.85

B) Distonia Oromandibular

i. Aguda, devido a drogas (CID-10 G24.02, CID-9 333.72)

ii. Deformante, familiar, Idiopática, de Torção (CID-10 G24.1, CID-9 333.6)

6) Mialgia Mastigatória atribuída a Desordens centrais ou Sistêmicas

A) Fibromialgia (CID-10 M79.7, CID-9 729.1)

B) Mialgia mediada centralmente (CID-10 M79.1, CID-9 729.1)

 

CEFALEIAS

1) Cefaleia atribuída a DTM (CID-10 G44-89, CID-9 339.89) ou (CID-10 R51, CID-9 784.0)

 

ESTRUTURAS ASSOCIADAS

1) Hiperplasia do Processo Coronóide (CID-10 M27, CID-9 526-89)

3 pensamentos sobre “Novo guia da AAAOP

Os comentários estão desativados.