Rapidinhas: Classificação Internacional de Cefaleias em Português

Estou hoje “dando um trato” nas aulas de dor neuropática e fui atrás da Classificação internacional de Cefaleias, terceira edição, em português (ICHD-3). Ainda não encontrei no Português brasileiro (estou de olho no site da SBCe!)  mas achei no de Portugal.

Acho que já quebra o galho daqueles que não gostam de ler em ou não entendem bem a língua inglesa!

Para baixar basta clicar na figura abaixo!

Super útil!

#ficaadica

Captura de Tela 2014-11-25 às 18.22.12

Links!

Hoje é dia de links!

Tenho lido pouca coisa na internet, então me perdoem se houver algo repetido aqui…

Quer só lembrar que semana que vem estaremos no Congresso Mundial de Dor em Buenos Aires! \o/

Espero trazer novidades aqui para o blog! A programação está recheada! Confiram em www.iasp-pain.org

E vamos lá!

Captura de Tela 2014-09-28 às 15.17.16

Estou citando mais uma vez o site Dor on Line, um dos meus favoritos! O site comemorou mais um aniversário em agosto e no editorial trouxe um pouco da história do grupo. Além disso há uma entrevista com o mestre  Dr. José Geraldo Speciali, super especial! Vale a pena conferir também todas as notícias relacionadas a dor (veja como a dor crônica diminui a motivação)!

Captura de Tela 2014-09-28 às 15.24.16

E por falar no Congresso Mundial da Dor, lembrei que uma das sessões que tentarei assistir será com o editor da revista Pain! Recebo muitos emails reclamando da falta de acesso às publicações internacionais, e até dei a dica do Research Gate, mas vocês sabiam que toda a revista tem artigos gratuitos para serem visitados? Confira aqui os da Pain.

Captura de Tela 2014-09-28 às 15.25.49

Esta dica coloquei na página do Facebook do blog:a Sociedade Internacional de Cefaleia disponibilizou o aplicativo da revista Cephalalgia para Android e iOS. Mas prestem atenção, o conteúdo online estará disponível até 01/12/2014 gratuitamente, depois só para quem for sócio! Então, vamos baixar hoje!

Captura de Tela 2014-09-28 às 15.28.33

O Grupo de Dor Orofacial de Bauru agora também está no Facebook! Sob coordenação do professor Paulo Conti, a página se dedica a divulgar as ações do grupo, no ensino e pesquisa da Dor Orofacial. Fico feliz em poder fazer parte disso junto com os amigos André Porporatti, Caio Valle, Carolina Ortigosa Cunha, Fernanda de Araújo Sampaio, Henrique Quevedo, Lívia Pinto Flamengui, Naila Machado e Yuri Costa, além do sempre super professor Leonardo Bonjardim. Curtam a página (fiz uma aposta de que chegaria a 1000 curtidas até outubro, me ajudem!) e aguardem as novidades que vem por aí!!

Captura de Tela 2014-09-28 às 15.49.17

E para terminar uma palestra que adoro do Ted Talks. Não sei como nunca postei sobre ela aqui. Trata-se do anestesiologista Eliot Krane falando sobre dor crônica. Não vou dar spoilers, assistam! Só lembrando que o Ted Talks tem tradução para algumas das palestras. Basta clicar em Subtitles e escolher seu idioma favorito.

Falando nisso….

Falei sobre o Congresso Mundial da Dor mas devo lembrá-los que também na mesma semana (o que foi uma pena) acontecerá o Congresso Brasileiro de Cefaleia que conta com as sessões programadas pelo Comitê de Dor Orofacial da SBCe! O congresso será em Aracaju! Mais informações, clique aqui!

E esta tal felicidade…

Semana passada estive no Congresso Brasileiro de Cefaleia e Congresso do Comitê de Dor Orofacial da SBCe. Uma das palestras lá apresentadas foi realizada pelo Prof. Jorge von Zuben da ACDC de Campinas, sobre transtorno afetivo e dor crônica. O Jorge está hoje estudando psicanálise. Pedi a ele que então fizesse um texto para o blog.

Obrigada Jorge por pronto atender meu convite! Gosto muito desta colocação de Carlos Drummond de Andrade.

🙂

Prof. Jorge von Zuben
Prof. Jorge von Zuben em palestra durante o Congresso do Comitê de Dor Orofacial da SBCe

Felicidade – qual o remédio para a Felicidade?

Jorge von Zuben

Quando nos encontramos tristes, por vezes nos sentindo derrotados ou mesmo impacientes diante de situações desagradáveis sentimos uma Dor ou desconforto no peito – sim, isso é real e pode ser chamado de Angústia. Porem, numa situação diferente com alegria, sorridente, felizes e descontraídos sentimo-nos em Paz, tranquilos – este momento pode ser traduzido por Harmonia ou equilíbrio interior. Diante destes pensamentos temos duas situações bem diferentes, que ao serem questionadas normalmente nos remete a vivencias passadas, a momentos que preenchem nossas mentes para relembrar algo agradável ou desagradável. Será que somos felizes, ou vivemos disfarçando nossas mágoas, culpas, sentimentos de inferioridade, revoltas expondo uma mascara para aqueles com os quais convivemos. Relatam que certa vez Jung (Carl Jung) fora questionado por um Cientista se ele acredita em DEUS. E ele respondeu que SIM, mas foi imediatamente questionado pelo Cientista que o vez expor a seguinte situação: Jung – ¨ Você já maltratou alguém, hostilizou, e fez cara feia? – Cientista – sim, respondeu! Jung, pergunta: O que você sentiu? Cientista: senti-me mal, chateado, infeliz. Então Jung diz: isso é a ausência de DEUS em seu coração. Daí Jung pergunta: você já agradou alguém, sem interesse, ajudou e acolheu? Cientista: sim. Jung pergunta: E o que você sentiu? Cientista: Paz, Tranquilidade. Daí, Jung rebate: isso a manifestação de DEUS em seu coração. Analisando estas colocações o que se entende: quando estamos desarmonizados em DEUS nos permitimos estar Angustiados, expondo comportamentos agressivos, revoltas, mágoas e não nos damos conta disso. Porem ao contrario, nos mostrando alegres, ajudando ao próximo, sem pedir nada em troca – nos harmonizamos com DEUS!!! A FELICIDADE assim poderá ser manifestada, sentida em toda a sua plenitude quando estivermos ligados nas leis do AMOR, capazes de proporcionar felicidade aos outros, nos apaziguando interiormente. Não se busca a felicidade nos outros, nos sistemas (trabalho, casamento, emprego), nas pessoas (marido, esposa, filhos, parentais) ou nas coisas (carro, casa, dinheiro, títulos). Ao nos ligarmos a DEUS, seremos pessoas inteiras, não metades que esperam algo, ou tudo dos outros. Uma formula básica de Felicidade baseia-se em viver no que Real x Ilusório – onde quanto mais Real (valores empáticos, pensamentos no agora, vivendo a realidade dentro de seus limites), já no Ilusório colocamo-nos como vitimas do sistema, dependes de coisas e das coisas para sermos felizes. Daí, tornamo-nos metades, e incapazes de Amar. Em depoimento falado, o professor de Etica da GV – São Paulo, Prof. Clóvis de Barros Filho -relatou que Felicidade é aquilo que te faz sentir-se bem, com muita alegria, e que você gostaria de durasse uma eternidade. São momentos de pura energia positiva, e esta energia está dentro de você, e dependendo doas seus valores até então adquiridos, ela pode aumentar ou diminuir depende daquilo que você espera da vida. Procure ser feliz, e não buscar a Felicidade. Ela certamente esta dentro de você, basta que nos permitirmos aproximar das coisas boas, livrar-nos das mágoas do passado, angústia de futuro, medos, revoltas, ciúmes para possamos ter mais AMOR, pois esta é a única razão pela qual viemos a existir – para desenvolvermos a capacidade de AMAR.

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.”

Trecho do poema Viver não dói, de Carlos Drummond de Andrade

Rapidinhas: Congresso Brasileiro de Cefaleia e do Comitê de Dor Orofacial da SBCe

Rapidinhas: Congresso Brasileiro de Cefaleia e do Comitê de Dor Orofacial da SBCe

O tempo passou tão rápido que quinta feira está aí e com ela começa o Congresso Brasileiro de Cefaleia e do Comitê de Dor Orofacial da SBCe em Goiânia!
Estarei por lá!
Aproveitem e vejam a programação pelo site: http://www.sbcefaleia.com/congresso/
Entrando no clima, segue tabela publicada pela Dra. Thaís Villa, médica cefaliatra que tem um ótimo site sobre o assunto, o Cefaleia Web (http://www.cefaleiaweb.com.br)
Nos vemos em Goiania?

Classificação Internacional das Cefaleias

Como todos sempre me perguntam onde conseguir a Classificação Internacional das Cefaleias e como o professor Paulo Conti acaba de falar sobre isso aqui na aula do curso de atualização em DTM e Dor Orofacial de Bauru, resolvi disponibilizar os arquivos aqui no blog! Eles estão também disponíveis no site da Sociedade Brasileira de Cefaleia.

São 4 arquivos que compõe toda a classificação. Façam download e tenham sempre acesso a estes arquivos para ajudar seu paciente no diagnóstico!

Segue abaixo:

Primeira parte

Segunda parte

Terceira parte

Quarta parte

Site do Mês

E este foi um mês para mim devagar quase parando… E já chegou ao fim! O tempo passa rápido mesmo!

E como em outubro teremos o V Congresso do Comitê de Dor Orofacial da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCe), em Gramado, RS, o site escolhido este mês é o site da SBCe!

O site é direcionado para informar pacientes sobre alguns aspectos associados a cefaleia e algias craniofaciais.

Para os profissionais são disponibilizados vídeo aula, fórum (do qual já falei aqui), livros exclusivos e grande parte do arquivo da revista Migrânea & Cefaleias! Algumas áreas do site são públicas, outras destinadas para os associados (para mais informações, entre em contato pelo email secretaria@sbcefaleia.com).

Inclusive, na área destinada ao comitê de Dor Orofacial há um link para os artigos publicados sobre o tema mais recentemente na revista!

O site é http://www.sbcefaleia.com e o link para todas as informações sobre o congresso de Gramado é http://www.sbcefaleia.com/gramado

Também fiz um post para divulgar o congresso que você pode ler clicando aqui!

Estarei lá falando sobre a relação entre os distúrbios respiratórios do sono e a dor orofacial e também sobre odontalgia atípica! 🙂

Até lá!

Discussões em DTM e Dor Orofacial

Uma das formas de se manter informado e discutir assuntos sobre DTM e Dor Orofacial é frequentar os fóruns de discussão.

Existem diversos na internet, mas muitos com discussões sem sentido, ou que tentam privilegiar um profissional em detrimento de outro (sim, isso é lamentável, mas acontece…).

Eu participo de alguns grupos e fóruns e vou compartilhar os links com vocês!

O primeiro e com maior número de membros é a comunidade DTM e Dor Orofacial no Orkut. O grupo foi criado pelo meu colega da especialização Ricardo Ferreira de Paula (que tem um blog ótimoooo sobre Odontologia e Finanças) que depois compartilhou a moderação da comunidade comigo, Paulo de Tarso e Reynaldo Martins Jr. Depois de algumas mudanças, saíram Ricardo e Reynaldo e hoje divide a moderação o Marcelo Cesa (@bruxismo). Eu confesso que enjoei um pouco da comunidade. Com o aumento do número de membros (hoje 2646) a qualidade das discussões caiu muito. Ainda assim, não a exclui por um triz porque tenho um valor afetivo por ela. Afinal, conheci muita gente bacana e hoje estas pessoas compartilham comigo suas experiências na especialidade. Vale a pena olhar o histórico do fórum e ver como era antes… http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=219038

A segunda dica é um grupo de discussões por email no Google groups, o DTM e Dor Orofacial, também moderado pelo Marcelo Cesa (eu costumo dizer que ele mora dentro do computador). A lista tem hoje 359 membros, sendo que vários professores da área estão ali. Você pode optar por receber emails diretamente na sua caixa postal ou visualizar o grupo na página do Google groups.

O link para se cadastrar é: http://dtmedororofacial.blogspot.com/

A terceira dica é o fórum do site do Prof. Reynaldo Leite Martins Jr. O fórum traz discussões importantes como a do estudo OPPERA (sobre fatores de risco para DTM,  OPPERA é  sigla para “Orofacial Pain: Prospective Evaluation and Risk Assessment”  ou traduzindo “Dor Orofacial: avaliação prospectiva e estimação de risco”). O site ainda conta com grupos (um inclusive sobre RDC/TMD), artigos recentes gratuitos para download e muita informação sobre DTM e Dor Orofacial. O link: http://rlmjdtm.ning.com/

E por fim, existe um fórum hoje no site da Sociedade Brasileira de Cefaleias direcionado aos profissionais da saúde interessados em discutir assuntos ligados a cefaleia e algias craniofaciais. O fórum segue algumas condições e diretrizes e é moderado pela Dr. Fabíola Dach e pelo Prof. Dr. José Geraldo Speciali.

Sobre a SBCe, dois lembretes: primeiro, você, profissional da saúde interessado em Dor Orofacial pode participar do Comitê de Dor Orofacial da SBCe; e segundo, em outubro, de 07 a 09, haverá o XXIV Congresso Brasileiro de Cefaleia em Gramado, juntamente com o V Congresso do Comitê de Dor Orofacial, uma ótima oportunidade de se atualizar no tema. As inscrições para apresentação de trabalhos já estão abertas! Saiba mais aqui: http://www.sbcefaleia.com/envio-trabalhos

Para participar da SBCe entre em contato com a secretaria: http://www.sbcefaleia.com/secretaria

Fique por dentro da dor orofacial! 🙂