Site do mês: Dr. Speciali

Depois de um longo e tenebroso inverno (?) estamos de volta com a coluna que deveria ser mensal, Site do Mês.

E para ressuscitar esta coluna um site mais do que especial, o site do Dr. Speciali! Para quem não o conhece, o Prof. Dr. José Geraldo Speciali é médico neurologista, livre-docente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, onde no Hospital das Clínicas coordena o ambulatório de Cefaleia e Algias Craniofaciais (ACEF).

Há muito tempo conversei com o Dr. Speciali sobre a necessidade de fazer um site para que informações importantes sobre cefaleia e dores neuropáticas pudessem atingir a todo o público, seja paciente ou profissional. Foi uma grata surpresa ver que o site do professor atinge e bem estes objetivos.

Dentre as novidades, gostei do canal de comunicação com os seus pacientes, para verificação de exames e orientações.

Aos profissionais da saúde, o professor disponibilizou aulas completas no formato PowerPoint, além de um manual de enxaqueca que foi desenvolvido pelo ACEF e o Laboratório da Análise da Postura e Movimento Humano (LAPOMH) com apoio da CAPES e FAPESP.

É mesmo uma obra prima, esperando sua visitação! www.drspeciali.com.br

 

Aproveite e relembre a entrevista que o professor deu ao Por Dentro da Dor Orofacial sobre o uso da toxina botulínica na cefaleia.

Diário de dor

Um dos hábitos que eu adquiri com a convivência com os neurologistas do Ambulatório de Cefaleia e Algias Craniofaciais (ACEF) do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto foi o uso do diário de dor.

Eu acho que é uma ferramenta interessante para a clínica de Dor Orofacial e seu uso ajuda principalmente no diagnóstico diferencial e também na evolução do paciente.

Muitas vezes o paciente apresenta mais de um tipo de dor e se confunde ao ser entrevistado. Assim, solicitar que o paciente preencha um diário de dor durante um período, descrevendo características como localização, intensidade, duração, qualidade, fatores de piora, melhora e desencadeantes ajuda, e muito, no diagnóstico.

Existem inúmeros tipos de diários. Quando frequento os congressos da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCe) sempre procuro junto aos estandes dos laboratórios farmacêuticos que cedem diários já impressos. A partir deles faço adaptações para a dor facial. Também tenho um próprio para acompanhamento da evolução do paciente.

No site do Headache – The journal of headache and pain, há um diário bem simples mas funcional, traduzido para o português pelo Prof. Dr. Marcelo Valença. Nele acrescentei uma coluna sobre dor facial. Para pacientes com dificuldade de compreensão, é de grande valia e me permite verificar quantas crises de dor facial e/ou cefaleia o paciente teve, se vieram juntas, se ele fez uso de medicamento analgésico e se foi eficaz!

Quando encaminho o paciente para o neurologista para verificação da cefaleia, explico e peço que leve o diário preenchido, o que facilita também para o médico. Então utilizo os diários mais completos que fornecem todo o tipo de informação. O modele que mais utilizo, neste casos é o que está abaixo:

Há também diários com desenhos do crânio para que o paciente localize a dor e atribua a intensidade, útil quando a dor ocorre em diferentes locais e por aí vai…

Na Internet encontrei alguns diários interessantes, de simples a extremamente complexos. Aqui os resultados do Santo Google!

Foi lá que encontrei o site doRoberto Machado, que sofre com cefaleias, e que desenvolveu uma planilha para aqueles que preferem preencher no computador. O download pode ser feito aqui.

Agora, quem me conhece sabe que adoro tecnologia, já até escrevi sobre isso aqui. Acho que os tablets e os smartphones estão aí para serem utilizados a nosso favor!

Para os pacientes mais antenados, já há aplicativos de diários de cefaleia para iPhone, iPad e iPod, BlackBerry, Windows Mobile e também para Android (meu preferido, rs…)! Ainda não encontrei nenhum aplicativo para dor facial, infelizmente, somente para cefaleia, e ainda todos estão em inglês. Mas como o tempo passa rápido para a tecnologia, espero que logo logo apareçam aplicativos úteis para nós!

Segue abaixo algumas sugestões:

iHeadache – Headache & Migraine Diary -aplicativo pago para sistemas da Apple e BlackBerry

Aplicativo do Headache Center of North Texas – gratuito para iPhone

Headache Diary Lite – versão gratuita para iPhone

Headache Relief Diary 4.0 – para iPhone e iPod Touch – gratuito

Headache Journal Free – aplicativo gratuito para Android – eu uso este. Sim, eu tenho migrânea…

My Headache Log Pro – aplicativo gratuito para Android

Migraine Tracker – aplicativo gratuito para Android. Na versão paga, Pro, permite enviar por email ou exportar o diário para o médico.

Aplicativo Headache Diary – para Android – versão gratuita Lite e paga Pro

Headache Diary 5.9 – para Windows Mobile  – pago

Não achei nada para Symbian… Alguém sabe de algum?

Vocês utilizam também o diário de dor como ferramenta auxiliar ou de acompanhamento de evolução do paciente no consultório? Tem sugestões? Deixe seu comentário!