Uma andorinha só não faz verão

Já escrevi aqui sobre a abordagem multidisciplinar na dor orofacial, especialmente sobre o papel dos fisioterapeutas dentro desta equipe, mas sempre quem escreve sou eu, dentista.

Nos dois últimos módulos do curso de aperfeiçoamento em DTM e Dor Orofacial coordenado pelo Prof. Paulo Conti em Bauru houveram duas palestras muito interessantes. A primeira do César Becalel Waisberg, fisioterapeuta e a segunda da Melissa de Oliveira Melchior, fonoaudióloga. Eles trouxeram a nós o olhar destas profissões para com o paciente com Dor Orofacial e para com a equipe multidisciplinar. Muito bom!

É muito bacana perceber a interação da equipe. Não resisti e pedi a eles que se sentissem a vontade para escrever e compartilhar suas visões aqui no blog!

E assim recebi este recadinho do César por email diretamente para o blog:

E aí, galera do blog? Tô escrevendo aqui pela primeira vez, mas super entusiasmado
para falar sobre a interação multidisciplinar . Junto com cirurgiões-dentistas  de vários lugares deste país, eu, representando a fisioterapia e a Melissa, fonoaudióloga estamos tendo a oportunidade de tratar a dor orofacial sob as mais diversas perspectivas. É muito bom ter um espaço para discutir os casos, entender a atuação de outra áreas envolvidas e aprender cada dia mais. A fisio tem muito a contribuir no tratamento de DTM e tenho procurado mostrar isto aos colegas na clínica. É uma pena que ainda existam profissionais por aí que acham que podem resolver tudo sozinhos. Mas com o tempo, pensando assim, vão perder espaço para aqueles que mantêm a mente aberta.
Encontrei profissionais interessados, dispostos a ouvir, compartilhar opiniões e conhecimento, sempre com muito respeito. Só falta alguém da psicologia, porque a demanda é grande.
É por isto que este blog vai nos mantendo por dentro da dor orofacial. É uma
oportunidade para divulgar, discutir, esclarecer, questionar e reunir todos aqueles que se dedicam nesta área.
Show de bola, Juliana!!! Agora que dei o pontapé inicial, vou aparecer por aqui com
frequência. Até a próxima.
César B. Waisberg
Fisioterapeuta em DTM e Dores Orofaciais

Obrigada César e espero mesmo que apareça sempre! 🙂

Porque uma só andorinha, não faz o verão!

P.S.: um abraço para as meninas da equipe de fisioterapia da USP de Ribeirão Preto!  Estou com saudades!! 🙂

3 pensamentos sobre “Uma andorinha só não faz verão

  1. Muito Legal! Sou Fisioterapeuta trabalho com DTM e muito legal saber que nosso trabalho começa a ser melhor visto.

  2. Oi Juliana , assisti sua palestra na Unisa e fiquei um tanto curiosa pelas questões da ATM então resolvi visitar seu blog e estou achando muito legal e didático.
    Obrigada por enriquecer o conhecimento de nós estudantes.
    Sucesso e não deixe de escrever 🙂

Os comentários estão desativados.