Rapidinhas: Ortodontia e sua relação (ou não) com DTM

Este é um assunto recorrente na minha caixa postal: ou chegam emails solicitando artigos sobre este assunto ou são pacientes que foram submetidos ou receberam a proposta a submeterem a tratamento ortodôntico para controle de dor por Disfunção Temporomandibular (DTM) ou ruídos em Articulação Temporomandibular (ATM).

Fiz uma busca no blog e vi que a primeira vez que citei sobre isso foi em 2010. Na época eu já escrevi: ortodontia não trata nem previne DTM, baseada nos diversos estudos já publicados na literatura.

Mas sabe como é, parece que os profissionais ou não estudam, ou acreditam no guru, ou não tem acesso ou são mal formados mesmo. Ainda este tema, ainda os mesmos conceitos, ainda pacientes reclamando que seu problema não foi solucionado.

Hoje fazendo uma busca corriqueira no Pubmed, encontrei uma revisão de literatura atual (foi publicada em Abril) e com a mesma temática. Clique aqui e aproveite para ler, acesso gratuito! 

Figura: Doutor, tenho Dor - www.facebook.com/doutortenhodor

Figura: Doutor, tenho Dor – www.facebook.com/doutortenhodor

Como escrevi em 2010 (ainda bem atual):

Aos Ortodontias: se a demanda de seu consultório requer que você atenda pacientes com DTM e Dor Orofacial, estude mais sobre o assunto. Fazer um curso, seja inicialmente de atualização ou mesmo de especialização pode ser um caminho.

Boa semana! 🙂

4 pensamentos sobre “Rapidinhas: Ortodontia e sua relação (ou não) com DTM

  1. Profa Juliana quero dar os parabéns pela sua aula sobre bruxismo no congresso de Curitiba. Nunca perco esse congresso da Sbce e de dor orofacial. Sou especialista em DTM e dor orofacial e estou fazendo pós em ortodontia. E acho mto oportuno esse assunto de orto e dtm. Minha paixão é a DTM e Dor Orofacial e defendo nossa especilidade frente aos colegad e mais do q nunca na ortodontia. Vou levar esse artigo para meus amigos e professores da pós d orto. Se a senhora pudesse me indicar outros artigos e referências, agradeceria muito. Muito obrigada por seus ensinamentos ☺️

  2. Então, em 1998 Okeson Sullivan e Mcnamara já publicaram artigo clássico sobre isso. Há 17 anos e essa polêmica ainda persiste.

  3. Nunca é demais!!!
    Muito bom o artigo…e ainda mais importante é conscientizar pacientes e colegas.
    Abraço.

Os comentários estão desativados.