Fator de impacto

Estava escrevendo um email ao pessoal do curso de especialização em DTM e Dor Orofacial de Bauru sobre alguns comentários que fiz a respeito do uso da ferramenta Odontologia baseada em Evidências.

Mas enquanto escrevia o email, achei que o assunto merecia ser divulgado aqui também.

“O papel aceita tudo”, “As revisões sistemáticas são sempre inconclusivas”, “Sempre as evidencias”… São muitas as frases que escuto por aí sobre a Odontologia baseada em Evidencias. Mas como já escrevi aqui no blog algumas vezes, esta ferramenta não é tão difícil de usar, não substitue a prática clínica, na verdade, anda lado a lado com ela e ainda o desejo do paciente e os custos, na tomada da decisão clínica.

É preciso desenvolver o pensamento crítico sobre os diagnósticos possíveis e as terapias que serão propostas. Claro que não há estudos brilhantes para todas as nossas questões, e é isso que move a ciência, mas já podemos  trabalhar dentro da melhor evidencia possível.

Para ler mais sobre isso: https://julianadentista.com/category/odontologia-baseada-em-evidencias-2/

Devemos conhecer o assunto, os autores envolvidos, os tipos de artigos e também onde estão publicados. E é sobre isso que quero escrever. As revistas hoje são classificadas através de seu fator de impacto (para ler mais http://pt.wikipedia.org/wiki/Fator_de_impacto) que avalia o número de citações atribuídas pela comunidade científica aos artigos de periódicos. Aqui o site oficial do Journal Citation Reports, uma das ferramentas que faz esta classificação: http://thomsonreuters.com/journal-citation-reports/

O sistema de revisão das revistas com maior impacto costuma ser mais rigoroso, o que faz que pesquisas com metodologia mais adequadas sejam publicadas nestas revistas.

A pontuação atual foi publicada em 2011 e em breve pode mudar. A comunidade científica sempre está de olho às mudanças e normalmente são impactantes. Lembro que quando publiquei o primeiro artigo em 2010 no Journal of Headache and Pain a revista era fechada, com fator de impacto menor que 1. Hoje ela é de acesso livre (vocês podem ler qualquer artigo como já escrevi aqui no blog) e o fator de impacto é 2.427!

Claro que este índice é discutido por toda a comunidade acadêmica. Semana passada saiu em um blog da Folha de S. Paulo um texto a respeito disso: http://teoriadetudo.blogfolha.uol.com.br/2013/05/21/fator-de-impacto-o-fetiche-do-cientista/

O autor discorre a respeito do fetiche do pesquisador em publicar em revistas de alto impacto. Para se entender como uma revista é mais importante que outra, cito o trecho deste artigo:

“Independentemente do fator de impacto, algumas publicações sempre terão mais prestígio que outras. E é bom que exista um mercado onde diferentes cientistas disputem espaço por mais atenção. Jornalistas sabem que a probabilidade de uma pesquisa importante sair na “Science” é muito maior do que no “Australasian Journal of Applied Nanoscience”.” Rafael Garcia.

Infelizmente apenas 16 revistas brasileiras tem fator de impacto acima de 1 (vejam na reportagem da Agência Fapesp: http://agencia.fapesp.br/15874). A revista odontológica com maior fator de impacto internacional é a Journal of Applied Oral Science, aqui da FOB-USP. O bacana: ela é aberta e gratuita.

Aqui você pode conferir o fator de impacto de diversas revistas odontológicas internacionais: http://lib.hku.hk/denlib/impactfactor.html

O professor Reynaldo Leite Martins Jr em seu site, comentou alguns achados na área de dor orofacial, no link: http://rlmjdtm.ning.com/forum/topics/fator-de-impacto-de-revista-ci

Outro sistema de avaliação internacional: SJR – SCOPUS SCImago Journal & Country Rank: http://www.scimagojr.com/index.php

No Brasil há um sistema parecido que se chama Qualis (http://www.capes.gov.br/avaliacao/qualis) , e avalia as revistas mais importantes dentro de cada área. Os estratos vão de A a C com subdivisões. De A a B2 as revistas apresentam também associação com fator de impacto como abaixo:

  • A1- Fator de Impacto igual ou superior a 3,800
  • A2- Fator de Impacto entre 3,799 e 2,500
  • B1- Fator de Impacto entre 2,499 e 1,300
  • B2- Fator de Impacto entre 1,299 e 0,001
  • B3 – Periódicos no Pubmed
  • B4 – Periódicos no Scielo
  • B5 – Periódicos em outros indicadores

Abaixo de B3 estão revistas sem fator de impacto, ou seja, que até 2011 não estavam indexadas no sistema Journal of Citation Report.

Vocês podem consultar cada periódico através do WebQualis: http://qualis.capes.gov.br/webqualis/publico/pesquisaPublicaClassificacao.seam?conversationPropagation=begin

Abaixo coloquei uma lista de revistas que publicam artigos relacionados à área de Dor Orofacial e que constantemente estamos procurando artigos. Claro que não listei todas as revistas. Se você tem curiosidade de saber sobre alguma revista não listada, deixe um comentário. Coloquei do maior fator de impacto para o menor (com área de avaliação de Odontologia).

Visitem os sites das revistas. Muitas são abertas (Sleep, Journal of Headache and Pain, Journal of Dental Research, Journal of Applied Oral Sciences….) o que significa que vocês podem fazer download de seus arquivos. Ainda, algumas revistas apresentam sites interessantes com vídeos, figuras e outros tipos de material. Consultem!!

Revista

Fator de Impacto 2012

Site

Lancet Neurology 23.917 http://www.thelancet.com/
Brain 9.915 http://brain.oxfordjournals.org/
Journal of Neuroscience 6.908 http://www.jneurosci.org/
Sleep Medicine Reviews 8.681 http://www.journals.elsevier.com/sleep-medicine-reviews/
Pain 5.644 http://www.journals.elsevier.com/pain/
Sleep 5.100 http://www.journalsleep.org/
Journal of Pain 3.240 http://www.jpain.org/
European Journal of Pain 3.067 http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1002/(ISSN)1532-2149
Journal of Dental Research 3.486 http://jdr.sagepub.com/
Cephalalgia 3.485 http://cep.sagepub.com/
Journal of Sleep Research 3.826 http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1111/(ISSN)1365-2869
Journal of Dentistry 3.200 http://www.journals.elsevier.com/journal-of-dentistry/
The Clinical Journal of Pain 2.552 http://journals.lww.com/clinicalpain/pages/default.aspx
Journal of Orofacial Pain 2.387 http://www.quintpub.com/journals/jop/gp.php?journal_name=JOP
Headache 2.937 http://www.headachejournal.org/view/0/index.html
Journal of Headache and Pain 2.779 http://www.springer.com/medicine/journal/10194
Clinical Oral Investigations 2.200 http://www.springer.com/medicine/dentistry/journal/784
European Journal of Oral Sciences 1.420 http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1111/(ISSN)1600-0722
Journal of American Dental Association 1.773 http://jada.ada.org/
Archives of Orol Biology 1.549 http://www.journals.elsevier.com/archives-of-oral-biology/
Journal of Oral Rehabilitation 2.344 http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1111/(ISSN)1365-2842
Oral Surgery Oral Medicine Oral Pathology Oral Radiology 1.495 http://www.ooooe.net/
International Journal Phostodontics 1.376 http://www.quintpub.com/journals/ijp/gp.php?journal_name=IJP
Journal Prosthetic Dentistry 1.324 http://www.journals.elsevierhealth.com/periodicals/ympr
Arquivos de Neuro-psiquiatria 0.827 http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0004-282X
Cranio 1.111 http://cranio.com/
Journal Applied Oral Science 0.797 http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1678-7757&lng=en&nrm=iso

Alô Santo Google, não me odeie por tantos links citados! rs… (piada interna – quem é blogueiro entende!).

4 pensamentos sobre “Fator de impacto

  1. Ola Juliana. Obrigada por sempre nos oferecer assuntos tão importantes e relevantes a nossa profissão e aos estudos de forma didática e séria. abç. Celeste

  2. Oi Juliana!!! Gostei muito do que você escreveu!!! Didático e completo!! Parabéns!!!
    Aproveitei e copiei os links!! Boa semana!!

Os comentários estão desativados.