Ardência bucal… Afinal o que pode ser?

Como ainda não arrumei aquele tempinho para começar a escrever para valer aqui neste blog, vou postar uns textos do meu antigo blog, que saiu do ar este ano. Este abaixo é um texto curtinho apresentando ardência bucal e SAB. Eu acho que dentre as condições que cursam com dor orofacial, esta talvez seja uma de mais difícil controle!

Ardência bucal é uma queixa comum nos consultórios odontológicos. Fatores sistêmicos e locais foram citados na literatura como possíveis causas para ardência bucal como: xerostomia, alergia a materiais odontológicos e corrente galvânica, candidíase, deficiências nutricionais (vitaminas B1, B2, B12, ácido fólico, zinco), diabete, mudanças hormonais e lesões orais (ulceras, língua geográfica, periodontite).

Entretanto, em alguns pacientes, observou-se que o tratamento para correção destes fatores não surtia efeito. Além disso, alguns pacientes não apresentavam nenhum fator causal possível.

Assim, houve a necessidade da distinção entre o sintoma ardência bucal e a síndrome da ardência bucal (SAB) propriamente dita.

A classificação da Associação Internacional para o Estudo da Dor para dor crônica define a glossodínia como ardência em língua ou em mucosa oral, mas não define se esta ardência é apenas um sintoma ou parte de uma síndrome. Esta distinção aconteceu em 2004, através da Segunda edição da Classificação Internacional de Cefaléias que realizou a descrição da SAB como ardência em boca sem causa dental ou médica, associado ou não a alterações gustativas e xerostomia.

A SAB é mais prevalente em mulheres na 6ª e 7ª década de vida, afetando 1,5 a 5,5% desta população.   A ardência tem intensidade moderada a forte e pode variar durante o dia. A ardência é bilateral na maior parte dos casos, não seguindo a trajetória anatômica dos nervos periféricos, sendo tipicamente relatada em mais de um local. A língua é o local mais afetado, seguido de lábios, palato e bochecha. O início dos sintomas é geralmente espontâneo, sem fatores precipitantes identificáveis. Em um terço dos pacientes, o início é relacionado a um procedimento odontológico, doença recente ou uso de medicações. Uma vez iniciada, a ardência pode se manter por anos.

A fisiopatologia da SAB ainda é desconhecida. Recentes estudos indicam que a SAB pode estar relacionada a mecanismos de dor neuropática, percebendo-se mudanças em sistema nervoso central e periférico. Na literatura encontram-se relatos de hipoestesia, alterações no limiar a dor, neuropatia de fibras nervosas finas em língua e hipofunção do sistema dopaminérgico, sendo que a dopamina é um neurotransmissor importante no sistema nervoso central. Depressão e ansiedade são doenças acompanham a SAB em muitos casos, mas não necessariamente fazem parte de sua fisiopatologia.

É importante o cirurgião-dentista conhecer esta patologia, realizar diagnóstico diferencial a outras causas de ardência bucal e, caso necessário, encaminhar o paciente ao profissional habilitado a realizar o tratamento da SAB.

 

Atenção!!! Devido ao grande número de comentários e busca de ajuda sobre ardência bucal, decidi retirar o espaço para comentários afim de não expor os problemas pessoais de cada um na internet. Assim, caso tenham alguma pergunta, entrem em contato pelo email: juliana.dentista@gmail.com

Abraços!!

About these ads

17 thoughts on “Ardência bucal… Afinal o que pode ser?

  1. SOU CD (ESPECIALISTA EM DTM E DORF)E TRABALHO NO CENTRO DE CONTROLE DA DOR FOP-UPE.TENHO UMA PAC COM SAB, E JA FUI DE A a Z… INCLUSIVE BOCHECO COM CLONAZEPAM, E PRESCRIÇÃO DE COMPLEXO B + AC FOLICO…E NADA…
    DENTRO ARSENAL JA EXISTENTE;EXISTE ALGO NOVO?
    OBRIGADA
    SOCORRO

    • Olá Socorro!
      Há sim novas opções no arsenal, mas ainda sem estudos randomizados. Antes de mais nada é necessário conhecer o caso clínico.
      Vou enviar um email a você!
      Abraços e obrigada pela visita ao site.

  2. Pingback: Odontalgia Atípica « Por dentro da Dor Orofacial

  3. Sofro desta maldita síndrome (SAB) há 3 anos. Já fui a famosos especialistas e nada. Não sei o que fazer.Ontem tive a pior crise destes 3 anos. Já tentei de tudo, vitaminas.Apenas a medicação neurológica é que ainda não tentei.Daria meu braço direito em troca do fim deste inferno.

  4. Minha mãe até chora de ardencia na boca,não sabemos mais o que fazer . Ela tem 85 anos e a uns 10 anos que sofre com isso, ela faz muito gargulejos, usa pomadas…mas nada resolve. Por favor nos ajude….

  5. Dra. Juliana, após uma cirurgia de retirada de dois sisos do meu lado direito da boca comecei a sentir uma ardência no local tempos depois. Ocorre que já se passou 1 ano e alguns meses e a ardência ñ parou. Meu dentista examinou-me e me pediu um exame de radiológico q ñ demonstrou problemas. O local está cicatrizado, sem inchaço e sem dor. Sou do Rio de Janeiro e peço ajuda. Muito Obrigado!

  6. curiosamente também depois de extracção do ciso fiquei com ardencia bucal há já 4 meses e nem o dentista nem o médico de clinica geral acreditam em mim. às vezes começa mais cedo mas geralmente é a partir do fim da tarde que começa a ardencia. existe alguma causa possível relacionada com a extracção de dente? e possiveis tratamentos? obrigada

  7. Cara doutora Juliana.
    Há meses sinto uma ardência chatíssima do lado esquerdo da boca. pega parte da língua gengiva e um pouco do lábio. sinto que se intensifica quando estou nervosa. tenho 39 anos e não sei se pode ser SAB com essa idade. Minha boca fica seca e com um gosto meio azedo e metálico quando passo a Língua na gengiva de toda boca, mas a ardência é mais do lado esquerdo.Sinto um ar quente vindo de dentro da boca. Estou ficando cada vez mais nervosa com isso. Não aguento mais. fui hoje ao dentista que fez cara de interrogação e descobri que sei mais sobre a SAB do que ele! Acabei de fazer um hemograma que está normal. Será que pode ser refluxo ou algo estomacal. Nossa, essa sensação dá muita ansiedade e tristeza. Pode me ajudar?
    Muito obrigada
    Um abraço
    Renata

  8. Tenho essa síndrome da ardência bucal e já tentei de tudo, dentista, otorrino, psiquiatra. Tem dias q tenho vontade de fazer besteira.
    É terrível e insuportável! a língua chega a sangrar!

  9. gostaria de uma solução para ardencia na boca,sofro com anemia constatnate me recomende um remedio por favor, para aliviar essas crises horriveis. meu muito obriagada!

  10. Pingback: Site do mês: Boletim Neuro Atual « Por dentro da Dor Orofacial

Os comentários estão desativados.